Batata quente
23/06/2006
A farra da vaca
23/06/2006

Orla central

Da coluna de Henrique Ungaretti (A Notícia, 23/06/2006):

Sugestão de André Freyesleben: “Se não há dinheiro para qualificar o ambiente da orla marítima do Centro de Florianópolis com grandes obras e intervenções, por que não usar a simplicidade e a criatividade? Enquanto não conseguimos construir uma boa marina, que tal fazer rampas para acesso de pequenas embarcações nos belvederes da avenida Beira-mar Norte, reservando um daqueles gramados para a colocação de reboques?”

Idéia

Freyesleben continua: “A construção de rampas é obra simples, pois exige apenas algumas horas de um trator para cavar uma rampa suave e, depois, a realização de uma boa concretagem. Pronto: a cidade estaria ligada ao mar novamente! Os proprietários de pequenas embarcações e veleiros poderiam usufruir do mar sem necessidade de se deslocar a quilômetros do Centro. Com isso, a mentalidade marítima volta aos habitantes da região e o ambiente vai se modificando”.

A marina

E finaliza: “Não há porque continuarmos imobilizados, esperando a realização de uma grande obra pública que exige recursos vultosos e endividamento. Construindo rampas públicas, já estaremos iniciando a tão sonhada marina! É o primeiro e mais simples passo a ser dado”.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *